07 junho 2014

Para o Amor: O tempo

Falar de amor não é fácil, muito menos amar;
Até quando o amor pode enfrentar barreiras e dificuldades?
Até onde o amor pode suportar? Será que só o amor é suficiente?

Venho pensando nisso de uns tempos para cá, a distância atrapalha o amor gerando conflitos diários, além da desconfiança e insegurança.
É possível ter um relacionamento estável com alguém que está no outro lado do mundo?
Acredito que o que esfria o relacionamento não é a distância em si, mas sim, a insegurança.
É necessário confiar no outro, e principalmente não imaginar coisas. A mente humana pode ser a maior armadilha, não se pode criar um mundo a parte em sua mente, imaginando o que o parceiro faz ou deixa de fazer longe de você.
Não se pode exigir do outro mundos e fundos, a cobrança excessiva destrói a convivência, portanto é melhor ir aos poucos e com cautela, a pressa estraga e as palavras sem pensar magoam quem mais amamos.

O problema de estar longe da pessoa amada é que não conseguimos viver a nossa própria vida sem estar planejando o futuro dependentemente do outro e se conectando com as atitudes dessa pessoa. É necessário fazer o que nos faz bem, e fazer por nós sem ligação direta ao companheiro.
Temos que contar até 3 quando se fala de amor, e se vale a pena esperar, espere! Mas tenha em mente que pode acabar, pode se reinventar, pode mudar... E não precisa renunciar, pode arriscar mesmo se for ferir e sangrar, pois sempre há uma possibilidade de dar certo, se pode-se sonhar e realizar, por que desistir?! Afinal, ninguém disse que seria fácil.
Amar exigi muito mais do que amor.

" Eu posso esperar 1 ou 2 anos... Ou até mesmo 5 ou 10... Porque tenho a certeza de que quando estivermos juntos tudo será maravilhoso e que o tempo vai parar nem que seja por 1 ou 2 minutos. "


Postar um comentário
© Carol Sem Roteiros - 2014. Todos os direitos reservados.
Criado por: Leonardo Nery e Caroline Moreira.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo