12 maio 2014

Amar muda tudo: O amor de uma brasileira e um muçulmano.

Você é capaz de fazer tudo por alguém?

Eu achava que não era, por mais paixões que vivenciei, nenhuma de fato me arrisquei 100%, tinham alguns pontos que ao meu ver não valiam a pena por uma pessoa.
Não gostava de quando, por exemplo, o rapaz não ia me buscar em casa, ou pedia para eu pagar a conta e etc. Talvez eu era um pouco "dondoca" e por de fato não amar essa pessoa não fazia tais atitudes.
E ao analisar os jovens de hoje em dia, muitos ainda agem assim, se não tiver vantagem de alguma forma não estabelecem um relacionamento; mas com o tempo descobri que isso é uma grande bobagem, devemos SIM fazer tudo pela pessoa que faz tudo por você! Um dos piores sentimentos é estar com alguém apenas por comodismo ou por vantagens ilusórias.
Quando se ama de verdade, o dinheiro passa a não ter valor, e você pode ser feliz até tomando sorvete no parque. Ao me mudar para Índia ainda não conhecia esse amor arrebatador, eu tinha 2 amigas que moraram comigo que amavam de verdade e eu não conseguia entender como isso era possível, como uma pessoa poderia mudar a vida por outra, como poderia estar sempre disponível para a outra... Eu não conseguia entender essas atitudes, até que aconteceu comigo; e eu passei a estar 100% disponível por ele.


O celular tinha que estar 24horas ligado, afinal ele poderia me telefonar a qualquer momento; banho tomado logo ao acordar porque ele sempre me ligava de surpresa querendo me ver em 30 minutos, o dinheiro não era mais meu ou dele: era nosso, e não tinham mais limites de espaço...
Eu ia correndo ao seu encontro, pegava o primeiro tuk tuk que passava mesmo pagando mais caro, não importava eu estava feliz, eu estava me sentindo viva, me sentindo amada, me sentindo uma menina e uma mulher; não me importava mais onde íamos, ele fazia surpresa e eu adorava, não ligava se ele estava todo arrumado e vice-versa, a gente já estava acostumado um com o outro; maquiada ou não, ele me acha linda. Bebendo coca cola e comendo doce ou não, ele me pega no colo. Mesmo irritada, ele me faz sorrir e agora mesmo longe, ele está perto.
Quem diria que conhecer a família dele e jantar comendo no chão seria uma noite tão especial na qual um sonho foi realizado: conheci meus sogros!
Quem diria que todos os pequenos presentes que ele me dá se tornam pequenos amuletos da sorte...
E hoje posso dizer que o amor cura o incurável, renova o que já estava morto, revigora e promove mudanças que eram difíceis de mudar. 

O amor era o que faltava, porque quando achamos quem nos complementa, finalmente não precisamos procurar mais nada; o amor vem com tantos brindes: traz consigo a paz, a renovação, a realização, a alegria de viver e a tão procurada felicidade. Não se preocupe, nem se desespere, todos nós temos uma alma gêmea, cedo ou tarde ela aparece, não dê o seu coração à qualquer pessoa, dê a quem mereça ter o que há de mais precioso em você.
Caroline Moreira


Postar um comentário
© Carol Sem Roteiros - 2014. Todos os direitos reservados.
Criado por: Leonardo Nery e Caroline Moreira.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo